O centro

alguns olhavam prum lado outros olhavam pro outro do centro, o garoto absorto, fechava os olhos com medo não queria enxergar preferia negar o paradoxo escancarado que via, sangrava pelas narinas dos cegos que achavam que viam a saída a salvação, mas ruínas dos tantos gritantes por lados, mal eles sabiam do centro, bem dentro... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: