Possibilidades

Somos possibilidades onde me enxergo é vazio criação potencial do nada ainda a ser nada tudo a florescer caos desordem expansão limites quebrados pela não palavra indefinição quântica do corpo mente espírito palavra rasgada frequências vagantes no infinito perguntas que propagam e não fecham a caminhada bordas que deixaram de ser linha viajaram o além-mar … Continue lendo Possibilidades

Sou muitos!

O ar que me falta é a falta que faz morar-me em matéria e sentir o vazio de ser um ponto: apenas um indivíduo e pronto. Sou muitos! Felipe Abras

Larva-palavra

Na tentativa de ser impecável com a palavra perscruto em cada fala que me sai desejos medos ansiedades e receios, tem hora que encontro larvas mentirinhas que me conto e sinto, por alguns pontos, que a energia se esvai. Engano-me a felicidade por estar onde estou engano-me a estabilidade por ser quem eu sou tem … Continue lendo Larva-palavra

Crença Indivíduo

A pele me força o andar ardem as queimaduras do passado e a constante busca pelo preenchimento do vazio faz-me morrer o paraíso (o fluxo inerente ao sorrir) que aqui, mora, e agora resta-me reconstituir os cortes e a sorte de ser quem eu também sou quando da estática crença indivíduo eu me afasto e … Continue lendo Crença Indivíduo

Vazio

Visto-me do  vazio Encaro todo riso Enamorado pelo ludismo De ser um com meu caos. Quando penso que consigo É só pra ser ouvido Por meu ser mais mortal Que faz da hora o meu punhal. Um relógio grita aqui dentro Certo de que há um centro Para tanta energia Que quer sair por alguma … Continue lendo Vazio