Silêncio e caos

No silêncio que me faço escuto o que devo escutar e observo o que posso alterar. Diante do caos que me faço danço medito e, com algumas partes Desfaço os laços. Felipe Abras https://youtu.be/o4bEvDIdq80

A insanidade da dualidade

Abro a janela, a lua grita: “Pare de se controlar Já é tarde demais Lucidez pra quê? É vida!” Seu brilho ainda tenta equalizar As subdivisões da consciência, “Divisões não há! Conheça todos seus Eus Multidimensionalidade é para ser amiga Você é quem faz sua mente inimiga”. Preto e branco é um só, São interpretações … Continue lendo A insanidade da dualidade