Eclipse

A Lua, entre o Sol e Terra instiga-nos o progredir a evolução para que o nosso fluir seja menos baseado em matéria mas em equilíbrio entre o precipício e o início de um novo povo de um novo Ser que aprendeu do sofrer os limites que o barravam e o limitavam a estrada, o amanhecer.... Continuar Lendo →

Caminhos tortos

A gente tenta ser mais, mas o frio esquenta e sem mais, viver a esmo vira mais uma nuance do cabresto este ponto que nos retiramos e aos poucos nos enganamos sobre o que pode ser ou sobre o que queremos ter, o conforto parece asas eleva-nos a quartos escuros a submundos, de nós mesmos... Continuar Lendo →

Ópio vacilante

Leituras amenas disfarçam, pequenas o gigantismo das intenções simples, crianças atentas aos menores detalhes da vida, o emaranhado uma colcha de retalhos costurada em goles inconscientes do veneno social do caralho perpetrado às escuras mas alcança alturas sobre humanas desumanas, quiçá aniquilantes o ópio vacilante que não nos alcança o Todo mas nos limita em... Continuar Lendo →

Seja luz!

Dizem-me: seja luz! apenas estar é fugaz. Porque criei tanto muro? Às vezes, olho o mundo e perco totalmente a paz, passo semanas inteiras cônscio de minhas maneiras e de repente esta insana mente me dói tanto o presente que quero me apagar ao invés de enxergar. Algum padrão ainda impede do instante, aquele breve... Continuar Lendo →

Qual a diferença?

Talvez a saída seja a fé Seja no santo seja no rapé Não consigo ver tanta diferença Seja qual for a crença. Símbolos vagantes Destoantes Tudo que dizem é o mesmo Se se anula a diferença Permanece quiçá a tal crença. Para uns Shiva Para outros Jesus, Para alguns Maomé Para mim meu próprio pé.... Continuar Lendo →

Flagelo

Destino à Verdade tudo que há Crente de que a palavra subjaz A intenção pura que a divindade traz. Ludibrio o tempo e o fluxo que há Navega minha pele em tons sobre tons De estórias bifurcadas em redes neuronais Das mais mesmas coisas de sempre. Estranho ao normal, toco peles inconstantes Fogo ameno fago... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑