atemporal

consciente de mundos futuros vivo presentes desconstruindo passados altos fatos no corpo ancorados o fim, maus tratos emoções traumas antigos arcaicos o que achávamos que sabíamos passado diante da pele nervos ossos memórias, maus tratos pergaminhos escritos à sangue de magos reis dragões pássaros serpentes palácios num passado presente num futuro não desejado vivido e... Continuar Lendo →

Nota invisível

Há ainda uma nota a ser cantada pelo meu nobre coração o que me falta ainda sentir? o que ainda escondo de mim? sinto sinto sinto ainda há dor aqui dentro? o que está me tirando do centro? consigo pensar algumas vias mas ainda há uma dor não sentida? qual será a saída?   lembro-me... Continuar Lendo →

A vida é agora

será da insatisfação que nasce a poesia? ou será do amor, o que eu não sentia? em alguns momentos não sei o que sinto sem nome sem descrição sem chão voo os altos abismos dos quais me jogo ignoro o fim o início e o precipício além de não prestar atenção sigo sem noção do... Continuar Lendo →

Espaço-tempo

Poetizo o espaço não sou feito de aço mas sei que o que faço é tentar me livrar dos sapatos com certeza nasci para andar mas descalço. Poetizo o tempo o momento a cada instante um velho tormento morre e estou mais presente em cada arrepio a pele me sente. Felipe Abras Para conhecer um... Continuar Lendo →

Sou muitos!

O ar que me falta é a falta que faz morar-me em matéria e sentir o vazio de ser um ponto: apenas um indivíduo e pronto. Sou muitos! Felipe Abras Para conhecer um pouco do trabalho que faço com Geometria Multidimensional, clique no link: felipeabras.com/canalizacao-geometria-sagrada Se você se interessa por massagens terapêuticas e energéticas, confira... Continuar Lendo →

Encontre-se!

Ontem, revisitei o passado memórias vieram à tona e eu nada pude fazer além de chorar pra caralho. Foi bom a emoção sentir que muito do que me limita aqui agora são sofrimentos de outra hora mal compreendidos por um garoto que não compreendia porque todos brigavam e sofriam por tanta coisa sem sentido. De... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: