águas afins

abandonado por mim mesmo, há milênios deixei de ser Um para me lograr à dependência. ora manipulando ora me curvando, nadei fortes mares na esperança de ser mais, melhor pra você e pra mim. ora abusado ora abusando, um quase eterno jogo de vítimas e algozes que se amam e fazem contratos de trocas desejos sexos... Continuar Lendo →

Anúncios

Imensurável

a intensidade do que sinto é o tamanho do peito que carrego sobre a minha alma. um tamanho imensurável que se compara ao infinito imperceptível aos olhos de quem ainda não enxerga bem. miopias destoantes de tantos se encaixam aqui dentro num formato indescritível desenhado como respeito. respeito aos olhos, às penas, às fadas e... Continuar Lendo →

Nota invisível

Há ainda uma nota a ser cantada pelo meu nobre coração o que me falta ainda sentir? o que ainda escondo de mim? sinto sinto sinto ainda há dor aqui dentro? o que está me tirando do centro? consigo pensar algumas vias mas ainda há uma dor não sentida? qual será a saída?   lembro-me... Continuar Lendo →

A vida é agora

será da insatisfação que nasce a poesia? ou será do amor, o que eu não sentia? em alguns momentos não sei o que sinto sem nome sem descrição sem chão voo os altos abismos dos quais me jogo ignoro o fim o início e o precipício além de não prestar atenção sigo sem noção do... Continuar Lendo →

Onde eu me encontro?

o barulho escuto lá fora é o grito geme aqui dentro a loucura enxergo lá fora é a procura arde aqui dentro o mal condeno lá fora é a faca me corto aqui dentro felicidade buscam lá fora eu me rasgo pra achar aqui dentro tortura sofrem lá fora eu me imputo sofro aqui dentro... Continuar Lendo →

Linearidade Truncada

A linearidade da vida é truncada não importa quem você é ou se vai pegar estrada queremos que os passos, planejados sejam firmes feito aço mas a verdade é que não há tempo ou espaço em que o comando consciente seja puro o suficiente para que o inconsciente não domine a gente. Embora, se a... Continuar Lendo →

Fodida mente

Tem hora que fico afim de escrever mas nem sempre sei o que. Tento escrever sobre um devaneio já me perco antes do meio. Tento escrever sobre uma paixão paro, penso e perco o chão. Tento escrever sobre política e me lembro de verdades fatídicas. Tento escrever sobre economia e me lembro de vidas vazias.... Continuar Lendo →

Chega de repetir

Em deslizes inconscienciais permaneço Incógnito. Em qualquer ação É vento reação. Em alguns momentos Ego descansa, Dorme criança Afago é afeto. Trago o recalque à vida Lapido interpretações Desmoldo sentimentos E brilho paz em emoções. Refém, não mais É vítima que jaz. Liberdade é ação Causa e efeito é lei Mas nem sempre regra. Abro... Continuar Lendo →

Nós

Meus dedos mais que falam, Digitam nosso amor Imprimem nossa satisfação E sublimam a solidez de minha carne em fótons de sua luz, Nossa luz. Não importa se onda ou partícula, É luz, Informação Energia em transição, Não cessa, Não descansa É movimento Criação. São sentimentos que aquecemos, Entendemos e vibramos Sentimentos-amor que alimentamos Frequência... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: