“O outro em si”

No último domingo, 27/08/2017, eu tive o prazer de assistir ao espetáculo "o outro em si", da Cia Sesc de Dança. Desse momento inenarrável, nasceu o poema: Ele se perdeu andou andou andou e se perdeu em tudo que se envaideceu ele se buscava em todas as portas que escancarava entrava saia os pormenores, media … Continue lendo “O outro em si”

Caminhos tortos

A gente tenta ser mais, mas o frio esquenta e sem mais, viver a esmo vira mais uma nuance do cabresto este ponto que nos retiramos e aos poucos nos enganamos sobre o que pode ser ou sobre o que queremos ter, o conforto parece asas eleva-nos a quartos escuros a submundos, de nós mesmos … Continue lendo Caminhos tortos

Onde está a cura?

Medicamento não cura atrasa o aprendizado e o problema perdura. Se você não quer entender é sua cabeça que é dura. Até quando a indústria irá nos ludibriar com a ideia estapafúrdia de que algumas doenças não tem cura? Em nossas células está a informação de que necessitamos para a evolução. Não escutá-las custará cédulas … Continue lendo Onde está a cura?

Infinite pineal cure / Cura pineal infinita

Nossas células escutam Tudo o que brincamos de pensar Obedecem, certeiras, adubam Seja o que for o almejar: Se é dor, morte ou tristeza A mensagem reverberará E nosso corpo, consciente Não faz mais que respeitar. Felipe Abras