Desalento

As palavras tentam me sair sou eu que me saio perscruto exteriores almejando interiores bato a cabeça em maus amores julgamentos baseados em dores sou eu ou sou ele? eles vocês nós quem somos? vestígios de guerras pós ou martírios quimeras nós? penso penso penso quando percebo estou desatento ao que estou: ausente presente na … Continue lendo Desalento

Incômodos

Incomoda-me ter que arrumar a casa é um limpa suja eterno em paredes já estou preso, estou mais que cansado de podar minhas asas. Incomoda-me ter que seguir o padrão muitos gostam mas eu não vejo sentido ou razão. Incomoda-me ter que agradar em toda palavra a falar, muitos acham que precisam ser amados à … Continue lendo Incômodos

Larva-palavra

Na tentativa de ser impecável com a palavra perscruto em cada fala que me sai desejos medos ansiedades e receios, tem hora que encontro larvas mentirinhas que me conto e sinto, por alguns pontos, que a energia se esvai. Engano-me a felicidade por estar onde estou engano-me a estabilidade por ser quem eu sou tem … Continue lendo Larva-palavra

Digo ou não digo?

Digo... não digo... penso em abrigo se importa, não sei... já nem tanto rei dispenso a certeza de ser sempre verdade o que acho que sei. Felipe Abras

Palavras

Palavras... Qual será a real função delas? Pessoas falam, jornais falam, livros falam, televisão fala, outdoor fala e, na verdade, mais escondem do que realmente mostram congruências factuais. Fico intrigado ao perceber que a nossa forma de comunicação, entendida como muito eficiente, é a que mais falha. Se analisamos o indivíduo, é notória a divisão … Continue lendo Palavras