Invenção

Invento a sorte ao vento Que leve a morte embora Encerre a falsa vida Fluir o medo é hora. O ar não para É constante respiração Somos o conjunto Terra. Enquanto houver respiro É pra ti que miro O foco alto a gritar Da essência que nasce ao luar. Invento a sorte aos lentos Os... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑