“O outro em si”

No último domingo, 27/08/2017, eu tive o prazer de assistir ao espetáculo "o outro em si", da Cia Sesc de Dança. Desse momento inenarrável, nasceu o poema: Ele se perdeu andou andou andou e se perdeu em tudo que se envaideceu ele se buscava em todas as portas que escancarava entrava saia os pormenores, media … Continue lendo “O outro em si”

Indivíduo ou infinito?

Ei, quem é você? não sei, estou sempre procurando mas, de novo, eu acabei de me esquecer do que sou, do que fui, de tudo que me prende o limite está na mente. Olho o céu e me vejo no chão. Na mão o coração, engatinha a saída o lançamento de uma nova peça em … Continue lendo Indivíduo ou infinito?