do abismo ao infinito

do abismo ao infinito há tristezas memórias a se reconhecerem reencontros com a alma momento de esvaziar espaços cheios de nada tanta merda dita conhecimento mais o que fazem é nos perder o momento. História nos foi ensinada ao bel prazer de interesses alheios à liberdade de corações ferozes que hoje gritam a saída das... Continuar Lendo →

Anúncios

pequenas equações da dualidade

Amor amor amor pregam os religiosos e os espiritualizados. gritam gemem propagam e divagam várias nuances de um bem que vaga. parece só memória, alguns se esquecem tem hora. sentam para orar, ajoelham-se... na esperança do perdão, e do atendimento. Deus tem hora marcada: quando alguém se fode e se arrepende. bom deus onipresente onisciente... Continuar Lendo →

O quando é Agora!

Um pássaro hoje veio me contar as contradições que me impedem o voar. por horas, contou-me estórias tristes de pessoas incríveis tolhidas pelo que do outro vem. vem e no corpo é gravado, tatuagem. até quando definitiva? a essência, o interno, é miragem. aquela linda visão da alegria sem motivo quando criança... é lembrança. viagens... Continuar Lendo →

Carnaval

mais uma vez carnaval. veio e foi igual vendaval. do meu equilíbrio, fez excesso e me lambuzei. como, senhor, eu gostei. e gosto... dos gostos sabores amores por onde passei... não me enclausurei. os cheiros as peles as penas e lembranças moram no peito e pra Terra, me entrego. completo inteiro e certo de que... Continuar Lendo →

Perdão

Nas mãos vejo mapas. predisposições a reações escritas em passados. em muito era maltratado, parte de um jogo emocional... perdido... logrado em trocas defasadas por um amor cobrado. não sentido. imaginado. limites não impostos que portas fecharam. dentro. no peito, dilacerado. só queria amor, ganhava exageros incompreensões. individualizadas intenções. pra um tem noção. em dois,... Continuar Lendo →

O corpo nu

o corpo veste a alma e nunca se cala a expressão e a calma, da alma do corpo objeto da criação é criação constante células vibrantes cantantes dançantes por liberdade por expressão da alma mas a calma se cala e o grito emerge da alma quando o sexo o falo e a falta são impostos... Continuar Lendo →

Linearidade Truncada

A linearidade da vida é truncada não importa quem você é ou se vai pegar estrada queremos que os passos, planejados sejam firmes feito aço mas a verdade é que não há tempo ou espaço em que o comando consciente seja puro o suficiente para que o inconsciente não domine a gente. Embora, se a... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: