E nossa responsabilidade, onde está?

Todos querem alguém acusar pelo sofrimento ou pelo preconceito que nós todos já sofremos o chiar é criança, adolescente, adulto ou sei lá só sei que todos sofremos e somos vítimas do que querem nos causar. E nossa responsabilidade na criação onde está? Será que fugiu a nadar ou só foi ali passear? Felipe Abras

Só sei que danço

Às vezes, fico em dúvida se danço as letras ou o coração, sou levado pelo movimento sejam das ondas em dispersão ou da minha mente em confusão, só sei que danço não importa a hora ou a intenção o que vigora é a canção o ohm eterno dos paralelos encontram paz sem direção seja na … Continue lendo Só sei que danço

Multidimensional

​​ Multidimensional Eu Sou Estou em vários lugares Ares e ares de mar Vento que sobra E sou Minhas asas são maiores que minhas naves E as bato além do conhecido Até que percamos o sentido A razão Elevo a frequência por onde passo Sou onda e me viajo Infinitamente Por dentro Por fora A … Continue lendo Multidimensional

Socorro!

Ah, o tempo insiste em girar só não insiste em te retirar daqui deste espaço, ilusório hoje oco de você. Quem é este que busco? Ele não parece dar atenção aos gritos por perdão: Socorro! Não quero ter que subir o morro da disciplina, só para reconhecer (mais uma vez) que este alguém que procuro … Continue lendo Socorro!

Eclipse

A Lua, entre o Sol e Terra instiga-nos o progredir a evolução para que o nosso fluir seja menos baseado em matéria mas em equilíbrio entre o precipício e o início de um novo povo de um novo Ser que aprendeu do sofrer os limites que o barravam e o limitavam a estrada, o amanhecer. … Continue lendo Eclipse

Caminhos tortos

A gente tenta ser mais, mas o frio esquenta e sem mais, viver a esmo vira mais uma nuance do cabresto este ponto que nos retiramos e aos poucos nos enganamos sobre o que pode ser ou sobre o que queremos ter, o conforto parece asas eleva-nos a quartos escuros a submundos, de nós mesmos … Continue lendo Caminhos tortos

Encontre-se!

Ontem, revisitei o passado memórias vieram à tona e eu nada pude fazer além de chorar pra caralho. Foi bom a emoção sentir que muito do que me limita aqui agora são sofrimentos de outra hora mal compreendidos por um garoto que não compreendia porque todos brigavam e sofriam por tanta coisa sem sentido. De … Continue lendo Encontre-se!