Tudo ou nada

tantas guerras travadas por quase nada internas são as digressões, cenários estratos do nada reverberam medos ilusões que nos levam a nada além de medo ansiedade fome e nada tantos lindos cenários perdidos por nada aff.... do nada ao tudo ou nada nos apavoram os rios, criamos barragens não queremos repetir o enredo repetimos o... Continuar Lendo →

Anúncios

passageiro

Padrões todos seguem cada um escolhe o que mais encaixa à ilusão ou desilusão inerente aos que tanto querem mas dentro não enxergam o brilho a vontade o desatino a diferença de fazer o que se quer sem um padrão do outro sequer. às vezes eu me canso muitas vezes eu nem tento sair de... Continuar Lendo →

do abismo ao infinito

do abismo ao infinito há tristezas memórias a se reconhecerem reencontros com a alma momento de esvaziar espaços cheios de nada tanta merda dita conhecimento mais o que fazem é nos perder o momento. História nos foi ensinada ao bel prazer de interesses alheios à liberdade de corações ferozes que hoje gritam a saída das... Continuar Lendo →

Morte ilusão ou verdade?

a morte o medo verdade? ilusão? será a verdade ilusão será a ilusão verdade? medo todos sentimos alguns paralisam outros se vestem de coragem e seguem contentes a viagem. medo de que se não sabe o que se é? medo pra que se o fim é o início, o recomeço? há morte nos versos diários... Continuar Lendo →

Flutuações mentais

constantemente perdidos em flutuações mentais sofrem em ansiedades ao presente, fatais viajam em desperdícios da energia criativa que poderia ser amorosa criação acabam vivendo desilusão. O amanhã é cenário mentalmente gozado na prática não há toque bem dado ou amor visitado o real é preso a um futuro ideal a um passado mal passado nem... Continuar Lendo →

Amor, sem predileção

pedra cabeça rolante em muros prisões distante do fluxo dos rios paixões batem o concerto maldito criado por medo até que a morte bem vinda descalça e sem calça rogante por almas e praças faz sua ação. fogo que queima o antigo e o abrigo de um povo iludido perdido inaudito queimou os ouvidos da... Continuar Lendo →

Presença e dança

Na presença, faço-me dança pra amenizar e pesquisar as dores que o corpo alcança. Sei que vieram calar passos cansados de engatinhar tanta miséria ilusionada que me impediam a constância materializada de ser luz canalizada num coração hoje expandido que não vive mais atrito dança e é apenas é presença fluidez e dança. Felipe Abras... Continuar Lendo →

Gratidão

aos que aqui agora lutam sangram batalham por minorias expresso minha gratidão e vos digo: não será em vão! cada passo cada grito cada bala que carregamos no peito são escadas da evolução. viver é sentir amar construir perder chorar aprender criar e dançar, a morte é ilusão morre todo dia quem não se levanta... Continuar Lendo →

Geometria

lápis borracha papel círculos triângulos quadrados a realidade a dimensão geometrias, em dispersão números úteros parem mundos e submundos passo a passo cibernético ilusão imagético. Felipe Abras Para conhecer um pouco do trabalho que faço com Geometria Multidimensional, clique no link: felipeabras.com/canalizacao-geometria-sagrada Se você se interessa por massagens terapêuticas e energéticas, confira o trabalho que... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: