ME VI

A arte do Renato Morcatti é daquelas que me faz vibrar e do meu corpo, em vórtices energéticos, algo precisa sair e ser criado. Assim nasceu este poema, após visita à Exposição MEVI, na galeria do BDMG Cultural, em Belo Horizonte. As obras podem ser visitadas até o dia 30 de agosto de 2018.  ... Continuar Lendo →

pequenas equações da dualidade

Amor amor amor pregam os religiosos e os espiritualizados. gritam gemem propagam e divagam várias nuances de um bem que vaga. parece só memória, alguns se esquecem tem hora. sentam para orar, ajoelham-se... na esperança do perdão, e do atendimento. Deus tem hora marcada: quando alguém se fode e se arrepende. bom deus onipresente onisciente... Continuar Lendo →

Larva-palavra

Na tentativa de ser impecável com a palavra perscruto em cada fala que me sai desejos medos ansiedades e receios, tem hora que encontro larvas mentirinhas que me conto e sinto, por alguns pontos, que a energia se esvai. Engano-me a felicidade por estar onde estou engano-me a estabilidade por ser quem eu sou tem... Continuar Lendo →

Amar

Amar O mar As gotas O suor Desatam ardentes os tantos nós Sexo Para conseguirmos ter nexo União Em dois pólos, a imersão Consciência Ilustramos a demência Os canais desobstruem-se Do toque, a perfeição Gozo é pele Inepta Desconhece-se matéria Viaja-se crua A imperfeição Perfeita Malogra-se nua A contenção Imensa Mergulha-se tensa Na interação Destina-se... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑