Multidimensional

​​ Multidimensional Eu Sou Estou em vários lugares Ares e ares de mar Vento que sobra E sou Minhas asas são maiores que minhas naves E as bato além do conhecido Até que percamos o sentido A razão Elevo a frequência por onde passo Sou onda e me viajo Infinitamente Por dentro Por fora A … Continue lendo Multidimensional

Se é de átomo, dança!

Se é de átomo dança pegue seus óculos e repare diáfano é o espaço vasculhe bem dentro ache seu centro irá entender que nosso viver não é estático é onda viaja. É um falso desejo de estagnação que para o compasso e faz tanto caso da Criação. Felipe Abras

Poesia, magia ou ciência?

Será poesia Magia Ou pura ciência? A busca é constante Qual seja a via. Se por uma lente Eu busco expandir Talvez com as palavras O objetivo há de vir. O fixo é maleável Às vezes, insuportável. Se uma teoria me diz Alguém que o quis Dizer para um fato Seu próprio encargo. Na pele, … Continue lendo Poesia, magia ou ciência?

Vento amigo

É só você chegar que me ponho a respirar a totalidade de uma vontade e, às vezes, falta ar. Bom é que o vento é meu amigo da caminhada é meu abrigo e não há dia seguinte ou amor não correspondido que seja árdua a lide, eu tenho mesmo é aprendido que em cada "não" … Continue lendo Vento amigo

União

Agora é a vez do coletivo. Evoluirmos não só o umbigo Para trabalharmos em conjunto, Quem sabe assim Juntamos o mundo. Agora é a vez de todo mundo. Ninguém ficará sem intuito, De todos, podemos juntar e somar Já que todos tem algo a doar. Agora é a vez do planeta. Hora de pararmos de … Continue lendo União

Sincronicidade

Entrelaçados uns aos outros Uma rede viva de consciência Fantasiamos individualidade Mas em essência, é Unidade. Eventos supostamente aleatórios lançam Encontros de almas coincidentes ao léu, Percorrem vidas inteiras e não há junção De repente, quando não há mais mente, Vem o destino e tece a união. Está escrito nas estrelas ou é pura invenção? … Continue lendo Sincronicidade

Amar

Amar O mar As gotas O suor Desatam ardentes os tantos nós Sexo Para conseguirmos ter nexo União Em dois pólos, a imersão Consciência Ilustramos a demência Os canais desobstruem-se Do toque, a perfeição Gozo é pele Inepta Desconhece-se matéria Viaja-se crua A imperfeição Perfeita Malogra-se nua A contenção Imensa Mergulha-se tensa Na interação Destina-se … Continue lendo Amar