Tudo ou nada

tantas guerras travadas por quase nada internas são as digressões, cenários estratos do nada reverberam medos ilusões que nos levam a nada além de medo ansiedade fome e nada tantos lindos cenários perdidos por nada aff.... do nada ao tudo ou nada nos apavoram os rios, criamos barragens não queremos repetir o enredo repetimos o... Continuar Lendo →

Anúncios

passageiro

Padrões todos seguem cada um escolhe o que mais encaixa à ilusão ou desilusão inerente aos que tanto querem mas dentro não enxergam o brilho a vontade o desatino a diferença de fazer o que se quer sem um padrão do outro sequer. às vezes eu me canso muitas vezes eu nem tento sair de... Continuar Lendo →

Imensurável

a intensidade do que sinto é o tamanho do peito que carrego sobre a minha alma. um tamanho imensurável que se compara ao infinito imperceptível aos olhos de quem ainda não enxerga bem. miopias destoantes de tantos se encaixam aqui dentro num formato indescritível desenhado como respeito. respeito aos olhos, às penas, às fadas e... Continuar Lendo →

real surreal irreal?

um corpo vários pensantes ao léu da imaginação vagam a história criando novas estórias consequências de um novo amor livre sem nexo ou compensação em relação ao que deve ser feito já foi não é mais, só será o que virá e do porvir, ninguém sabe há de ser novo mas tudo que há de... Continuar Lendo →

A vida é agora

será da insatisfação que nasce a poesia? ou será do amor, o que eu não sentia? em alguns momentos não sei o que sinto sem nome sem descrição sem chão voo os altos abismos dos quais me jogo ignoro o fim o início e o precipício além de não prestar atenção sigo sem noção do... Continuar Lendo →

Nós Mundo

Já não sei mais o que cantar toda música que me toca eleva-me a alma e evoca tantos eus por aqui espalhados agora centrados, alucinados perdidos e encontrados em cada passo que danço e aos poucos espanto as rédeas da integração me entrego completo perfeitamente vazio nas escuras montanhas coloridas da paixão por tudo, pelo... Continuar Lendo →

Navegando emoções

intensidade na leveza de ser tudo o que apraz e talvez nem é lazer há descoberta do amor no ódio há mar aberto do desconhecido próximo navegar é necessário seja a paz a tormenta ou caso otário, quem aguenta ondas norte quando o choro é certo e o santo nem tão forte? lágrimas de dor... Continuar Lendo →

tantos Eus

constantemente perdido vivo me encontrando em todo canto em cada célula que me toco em cada copo quebrado relembrando os maus tratos tudo que fui tudo que sou tudo que estou pedaços cadências da música interna, alma perdida ou achada? amada e sentida! separam alma corpo mente emoções em mim sinto uma coisa só, vulcões... Continuar Lendo →

Morte ilusão ou verdade?

a morte o medo verdade? ilusão? será a verdade ilusão será a ilusão verdade? medo todos sentimos alguns paralisam outros se vestem de coragem e seguem contentes a viagem. medo de que se não sabe o que se é? medo pra que se o fim é o início, o recomeço? há morte nos versos diários... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: