pequenas equações da dualidade

Amor amor amor pregam os religiosos e os espiritualizados. gritam gemem propagam e divagam várias nuances de um bem que vaga. parece só memória, alguns se esquecem tem hora. sentam para orar, ajoelham-se... na esperança do perdão, e do atendimento. Deus tem hora marcada: quando alguém se fode e se arrepende. bom deus onipresente onisciente... Continuar Lendo →

Repetir e conceder

A música que canto reluz um antigo pranto hoje, inexistente um dia, me fez demente em prol de um viver que mais se parecia repetir e conceder. Felipe Abras   Para conhecer um pouco do trabalho que faço com Geometria Multidimensional, clique no link: felipeabras.com/canalizacao-geometria-sagrada   Se você se interessa por massagens terapêuticas e energéticas,... Continuar Lendo →

Cicatriz

Tento te encontrar em cada cicatriz que me permeia. Desfaço a matrix e vasculho fundo os pormenores das digressões por que passo em busca do ser que vive no espaço, do nunca, do sempre. Sei que me vivo e revivo a cada instante do sempre que é o agora. A cada dia que me faço,... Continuar Lendo →

Ano novo

O ano é novo O novo são segundos Criados com maestria O novo é o presente Que criamos A cada novo dia. Nova hora Novas portas Embora, algumas chaves Escondam-se mortas. O novo são momentos Em que aprendemos os tormentos Para criar um novo dia, O ano é novo Quando percebemos Que somos nossos guias... Continuar Lendo →

Nós

Meus dedos mais que falam, Digitam nosso amor Imprimem nossa satisfação E sublimam a solidez de minha carne em fótons de sua luz, Nossa luz. Não importa se onda ou partícula, É luz, Informação Energia em transição, Não cessa, Não descansa É movimento Criação. São sentimentos que aquecemos, Entendemos e vibramos Sentimentos-amor que alimentamos Frequência... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑