Geometria

lápis borracha papel círculos triângulos quadrados a realidade a dimensão geometrias, em dispersão números úteros parem mundos e submundos passo a passo cibernético ilusão imagético. Felipe Abras

O corpo nu

o corpo veste a alma e nunca se cala a expressão e a calma, da alma do corpo objeto da criação é criação constante células vibrantes cantantes dançantes por liberdade por expressão da alma mas a calma se cala e o grito emerge da alma quando o sexo o falo e a falta são impostos … Continue lendo O corpo nu

Seja luz!

Dizem-me: seja luz! apenas estar é fugaz. Porque criei tanto muro? Às vezes, olho o mundo e perco totalmente a paz, passo semanas inteiras cônscio de minhas maneiras e de repente esta insana mente me dói tanto o presente que quero me apagar ao invés de enxergar. Algum padrão ainda impede do instante, aquele breve … Continue lendo Seja luz!

Crença Indivíduo

A pele me força o andar ardem as queimaduras do passado e a constante busca pelo preenchimento do vazio faz-me morrer o paraíso (o fluxo inerente ao sorrir) que aqui, mora, e agora resta-me reconstituir os cortes e a sorte de ser quem eu também sou quando da estática crença indivíduo eu me afasto e … Continue lendo Crença Indivíduo