das que fui sou estou

eu no centro falando não quero não sou referência tenho medo não sou controlador e sou sou humilde não sou quero que todos tenham voz e grito quero curar todo mundo adoeço, de mim mesmo quero ser grupo sem ser líder e sou, inconsciente? enxergo o ditador.   Pereço de inação por medo de agir... Continuar Lendo →

Anúncios

fogo

O fogo queima se a pele teima em repetir o passado o conforto sempre vivido agora, assado morto e enterrado. a natureza não é dual ela faz seu dever sem julgar ou temer o que está pela frente não importa o que a gente tente vai queimar se estiver na hora de ir e a... Continuar Lendo →

A insanidade da dualidade

Abro a janela, a lua grita: “Pare de se controlar Já é tarde demais Lucidez pra quê? É vida!” Seu brilho ainda tenta equalizar As subdivisões da consciência, “Divisões não há! Conheça todos seus Eus Multidimensionalidade é para ser amiga Você é quem faz sua mente inimiga”. Preto e branco é um só, São interpretações... Continuar Lendo →

Fluxo

Seguir o fluxo A todo custo Com toda a força Largar a forca Sem pestanejar O controle desarmar Sem ter que obedecer A um superego reclamante Que se acha comandante. De todas as vias Prevejo um melhor guia, Universo Para todos os dizeres Que surgem nestes versos. Quem sabe assim A demanda do inconsciente Pare... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: