Um orgasmo e um trago, por favor

o ar me entra e sai leva o que não serve e a dor que seja breve me ensine passos e pormenores que me visto e me aflito em cada prazer fácil engano-me a transcendência explorando o gozo e a ciência, a lógica perversa em que me maltrato e aos poucos me largo de lado... Continuar Lendo →

Anúncios

Poesia, magia ou ciência?

Será poesia Magia Ou pura ciência? A busca é constante Qual seja a via. Se por uma lente Eu busco expandir Talvez com as palavras O objetivo há de vir. O fixo é maleável Às vezes, insuportável. Se uma teoria me diz Alguém que o quis Dizer para um fato Seu próprio encargo. Na pele,... Continuar Lendo →

O céu que somos

Seus olhos me brilham a consciência do centro, eles me tiram não há volta nem ciência que me faça tão faísca quanto o tanto que me isca seu desdém ao meu interno, centro de tanto esmero não suficiente, entretanto, para te mostrar o céu que somos sempre quando da beleza, externa tiramos o véu. Felipe... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: