Flagelo

Destino à Verdade tudo que há Crente de que a palavra subjaz A intenção pura que a divindade traz. Ludibrio o tempo e o fluxo que há Navega minha pele em tons sobre tons De estórias bifurcadas em redes neuronais Das mais mesmas coisas de sempre. Estranho ao normal, toco peles inconstantes Fogo ameno fago... Continuar Lendo →

Digo ou não digo?

Digo... não digo... penso em abrigo se importa, não sei... já nem tanto rei dispenso a certeza de ser sempre verdade o que acho que sei. Felipe Abras

Amar

Amar O mar As gotas O suor Desatam ardentes os tantos nós Sexo Para conseguirmos ter nexo União Em dois pólos, a imersão Consciência Ilustramos a demência Os canais desobstruem-se Do toque, a perfeição Gozo é pele Inepta Desconhece-se matéria Viaja-se crua A imperfeição Perfeita Malogra-se nua A contenção Imensa Mergulha-se tensa Na interação Destina-se... Continuar Lendo →

Infinite pineal cure / Cura pineal infinita

Nossas células escutam Tudo o que brincamos de pensar Obedecem, certeiras, adubam Seja o que for o almejar: Se é dor, morte ou tristeza A mensagem reverberará E nosso corpo, consciente Não faz mais que respeitar. Felipe Abras   Para conhecer um pouco do trabalho que faço com Geometria Multidimensional, clique no link: felipeabras.com/canalizacao-geometria-sagrada  ... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑