Corpo-mestre

às vezes, a palavra é dura

perdoem-me, estou cansado de frescura

às vezes, a paciência é pequena

perdoem-me, tentarei ser mais amena

às vezes, o equilíbrio me foge

perdoem-me, ainda há partes cobre

ás vezes, a sanidade é inimiga

perdoem-me, alguns padrões não são amigos

às vezes, a Terra urge um norte

perdoem-me, sou do ar e bem de sorte

ás vezes, não sou compreendido

perdoem-me, parece que há prazer no atrito

às vezes, quero me isolar

perdoem-me, canso-me de conversar

ás vezes, quero me integrar

perdoem-me, meu forte é oscilar

ás vezes, não estou afim

perdoem-me, não sou obrigado a dizer sim

para tudo e para todos

o que mais preciso

é seguir meu corpo

meu coração

assim terei melhor noção

do quanto posso ceder

no que eu posso crer

e o que eu posso fazer

para não desmerecer

o que os humanos me trazem

e, aos poucos, me aprazem

já que do passado, aprendi

foi a desconstruir

os padrões e crenças

que tentaram me incutir.

Felipe Abras

Para conhecer um pouco do trabalho que faço com Geometria Multidimensional, clique no link: felipeabras.com/canalizacao-geometria-sagrada

Se você se interessa por massagens terapêuticas e energéticas, confira o trabalho que faço com massagem xamânica: https://felipeabras.com/lomi-lomi-massagem-havaiana/

Saudações…

2 comentários em “Corpo-mestre

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: