Espaço-tempo

Poetizo o espaço
não sou feito
de aço
mas sei
que o que faço
é tentar me livrar
dos sapatos
com certeza
nasci para andar
mas descalço.

Poetizo o tempo
o momento
a cada instante
um velho tormento
morre
e estou mais presente
em cada arrepio
a pele me sente.

Felipe Abras

6 comentários em “Espaço-tempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s