O corpo nu

o corpo veste a alma
e nunca se cala
a expressão
e a calma, da alma
do corpo
objeto da criação
é criação constante
células vibrantes
cantantes
dançantes
por liberdade
por expressão da alma
mas a calma
se cala
e o grito emerge
da alma
quando o sexo
o falo
e a falta
são impostos à prisão
da alma
que se cala
e não mais exala
a energia criativa
se não pode estar ativa
nua
crua
ardente e serpente
para envenenar e matar
os limites da mente.

o corpo expressa a alma
com amor
e calma
o corpo vibra a alma
faz com que o sentir exista
em matéria
por isso estamos na Terra
pra isso existimos:
o contato
é nosso melhor ato
os sentidos
são por que existimos
e nos exibimos
sim
nos exibimos
porque sentimos
sentimos muito
muito amor
muito tato
muito olfato
com a língua fazemos o ato
e o contato
dos corpos
que se amam
se inflamam
e se elevam
quando ondas, em colapso
percorrem a coluna
rumo às alturas
à expansão
da energia que somos
e aos poucos avançamos
a consciência
em várias dimensões.

O corpo nu é arte
é alma
é expressão
se não entendemos esta parte
o que resta
é opressão!

Felipe Abras

4 comentários em “O corpo nu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s