Caminhos tortos

A gente tenta
ser mais, mas o frio esquenta
e sem mais, viver a esmo
vira mais uma nuance do cabresto
este ponto que nos retiramos
e aos poucos nos enganamos
sobre o que pode ser
ou sobre o que queremos ter,
o conforto parece asas
eleva-nos a quartos escuros
a submundos, de nós mesmos
que mundo… é esse?
imundo, escovo os dentes
limpo a mente
ciente que o crescer é crescente
mas aí eu me pego
e aos poucos enxergo
que pouco do muito que fiz
fez-me estar onde eu quis
a cada passo que é dado
corremos um perigo danado
de chegarmos onde não queremos
mas aos poucos entendemos
que árduo, e torto, pode ser o caminho
mas a vida, sempre nos leva… aonde é preciso.

Felipe Abras

2 comentários em “Caminhos tortos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s