Um completo incompleto

Completo

Nada perfeito

Emito meu som

Desfaço a ilusão,

Outro.

Somos pedaços do infinito

Amigo

Ou inimigo,

Um:

Convergência de várias ondas

Que ora

Em uníssono

É mel dulcíssimo.

Imperfeito

Completo

Um humilde pecador

Da igreja me afastei

No cabresto não me encaixei

O que não cabe

Dou cabo

Abandonei.

Vi que Deus está na gente

Quem mente é a mente

Insiste em desdizer o coração

Que já sabe a intuição.

Precisei lidar com a dor

Que me afasta do amor

Só assim consegui

Seja por qual via

Seguir em frente

Mesmo sem um guia.

Se amar o diabo

É pecado

Sei da parte dele

Em mim

Só minha busca

(Sem fim)

Pode me salvar

De mim

Ou serei lesma

Rastejante

Nos pés do que não me é

Triunfante.

Completo

Nada perfeito

Total imperfeito

Desisti de limitar,

Hoje prefiro expandir

Apesar de, às vezes

Me iludir.

Completo

Em toda minha falta

Incerto

De toda minha fala

Desejo

De toda minha alma

Que a Terra tenha calma

Com o perdão nos dê o aval

Para cessarmos o vendaval.

Completo

Em toda incompletude

Plena

De ser o que eu quiser

Lidar com o que vier

E amar

Em cada nota dos corações

Que vibram as canções.

Felipe Abras

15 comentários em “Um completo incompleto

      1. É dá sinais de como é o nosso estado de consciência em processo de despertar… se percebe, conflita-se, tem momentos de presença mais plena e volta para o plano do ego. Hehe
        Estamos nessa caminhada… rumo ao agora do caminho.
        Abraço garoto!

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s