Fluxo

Seguir o fluxo
A todo custo

Com toda a força
Largar a forca

Sem pestanejar
O controle desarmar

Sem ter que obedecer
A um superego reclamante
Que se acha comandante.

De todas as vias
Prevejo um melhor guia,
Universo
Para todos os dizeres
Que surgem nestes versos.

Quem sabe assim
A demanda do inconsciente
Pare de governar 
Minha insana mente.


Felipe Abras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s